Walter Rossa publicou a coletânea “Fomos condenados à cidade”

Walter Rossa, coordenador e docente do Programa de Doutoramento “Patrimónios de Influência Portuguesa”, lançou em abril de 2015 a sua nova coletânea “Fomos condenados à cidade: uma década de estudos sobre património urbanístico”, pela Imprensa da Universidade de Coimbra.

A obra reúne uma seleção de 20 textos da sua produção científica entre as provas de doutoramento (2001) e as de agregação (2013), seis dos inéditos. Na badana da capa lê-se: “O Urbanismo levou um século a amadurecer como campo privilegiado de cruzamentos interdisciplinares, essencialmente das ciências sociais. Ao invés dos impulsos iniciais, hoje as tecnologias apenas servem as dinâmicas sociopolíticas que catalisam a transformação do território que, aliás, se vai (con)fundindo com o urbano. Num esforço de aferimento com esses paradigmas emergentes, também cidade é um conceito em transição.
Habitat do homem domesticado, a cidade é um bem de todos e assim uma produção coletiva em mutação constante. Tem vida, o que lhe bloqueia qualquer hipótese de regresso ao passado, embora a história seja a principal matéria da sua teoria, ou seja, da interpretação e sequentes projeção, programação, planeamento e gestão.
O urbano é, por excelência, património coletivo, um ativo comunitário de primeira ordem que, por razões de bem estar e sobrevivência a longo prazo, temos de estimar e desenvolver, recorrendo aos instrumentos e ferramentas de que dispomos, ou seja, o conhecimento e a sua partilha.
Segundo perspetivas e formas diversas, foi com esses objetivos em mente que os textos aqui reunidos foram escritos ao longo de uma década. A sua interação fará com que, tal como na cidade, o todo seja mais do que a soma das partes..

Mais informações aqui e pode-se adquirir aqui.